Localizada no Sudeste do Brasil, com uma população de 1.865.579 habitantes (IBGE, 2012), a região Centro-Oeste de Minas Gerais abriga a centenária Diocese de Luz. Formada por 32 cidades, a Diocese possui uma população de 440.964 habitantes (IBGE, 2010) e é enobrecida por fazer parte de uma região muito rica em recursos naturais, o que a faz uma potência hidrográfica, pois é banhada pelo Lago de Furnas, ao sua, e pela Represa de Três Marias, ao norte; além de ser o berço da nascente do rio da integração nacional: o Rio São Francisco, que, nascendo no Parque Nacional da Serra da Canastra, um do mais importantes parques nacionais brasileiros, serpenteia pelo Brasil.

A vegetação predominante no território da Diocese é o Cerrado. O Centro-Oeste de Minas, mais especificamente a circunscrição da Diocese de Luz, é uma região desenvolvida, com a economia voltada para prestação de serviços, pecuária leiteira, cultivo de grãos e extração de cal. Sua localização privilegiada proporciona um fácil deslocamento viário, sendo cortada por vária rodovias importantes, como MG-050, MG-170, BR-262 e BR-354, facilitando o deslocamento até os grandes centros. Não se pode esquecer que, na região de São Roque de Minas/MG, é produzido o queijo Canastra, onde o clima, a altitude, os pastos nativos e as águas da Serra da Canastra lhe dão sabor único e reconhecimento internacional.

Da nossa fé cristã, aparece no centro do desenho, branca e sem o Crucificado, nos recordando o mistério da sua Ressurreição do Senhor. É por ela e com ela que testemunhamos a força libertadora e salvadora da nossa fé (Lc 9,23).

Da base da Cruz, brota o movimento da chama, que aquece e ilumina. Hoje, não só nas limitações próprias da fragilidade humana, mas na força de nosso testemunho, fruto da graça batismal, somos chamados a ser “luz do mundo” (Mt 5,14). A Diocese traz, em seu nome, esta pequena palavra – LUZ – rica em significados para nossa fé, ponto crucial que nos fez escolher a presença da chama materializada em sua forma, composta por 7 pequenas chamas (número bíblico da perfeição, sete dons do Espírito Santo, sete sacramentos...), relembra a caminhada em busca da plenitude, experimentada desde agora no chão de nossa vida, onde a Cruz foi plantada e que só alcançará a sua completa realização no Reino de Deus.

Dentro da chama, há também, o movimento que lembra as águas e as florestas, assim como suas cores, nos remetendo aos nossos rios, São Francisco, Grande e seus afluentes; nossas represas, Furnas e Três Marias; e demais riquezas naturais. Nossa casa comum, a qual o Papa Francisco, em sua encíclica “Laudato si”, nos exorta a cuidar.

Presentes em diversos matizes recordam ainda as foranias da Diocese. A estrutura pastoral favorece a riqueza da pluralidade de vocações e ministérios eclesiais, para que sejam despertados, acolhidos, formados e fortalecidos no serviço da evangelização. Celebramos um “Centenário de Luz”, abrindo-nos em busca de outro. Desafiados pelos ventos tempestuosos do “mar da vida e da história”, estamos na pequenina barca que é a Igreja, “santa e pecadora”, mas que é sacramento do Reino. Cada um dos batizados e todos nós, em nossas comunidades cristãs, somos esta chama de esperança, alimentada pelo sopro do Espírito Santo. Espalhemos a “centelha da fé, quais raios luminosos que acendam brasas de humanidade sob as cinzas destes tempos desumanos, para que o mundo creia”!

Nossa Diocese de Luz foi criada a partir do desejo da Igreja em se fazer presente, de modo eficaz, dinâmico e permanente, “no vasto território do centro-oeste mineiro”, até então pertencente a Mariana, primeira Diocese das Minas Gerais. Somos herdeiros e continuadores desta riquíssima história.

Em 8 de julho de 1918, se acendeu a pequena fagulha de nossa Igreja Particular. Hoje, caminhamos para o Jubileu de seu centenário. Dentro desse caminho comemorativo, a logomarca é um passo necessário, norteador e condutor de bons trabalhos. Esta explicação não esgota seu significado, mas nos convida à contemplação, a oração, expressando, o nosso desejo de continuar a caminho e unidos neste tempo jubilar, como sempre estivemos.

21/10/2018 | Domingo
Jubileu da Juventude
11/11/2018 | Domingo
Jubileu dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão (Centenário do nascimento de Dom Belchior)
08/12/2018 | Sábado
Ação de Graças pelo Jubileu e Convocação para a 4ª Assembleia Diocesana do Povo de Deus

Bendito sejais, Senhor Deus de Amor, pela graça de sermos Povo de Deus, que há 100 anos vive a Igreja de Luz. Ofertamos a vida de todos aqueles que nos precederam nesta história! Dai-nos a graça de testemunhar, com alegria e coragem, a beleza do Evangelho da Misericórdia, que é vosso Filho Jesus!

Confirmai nosso bispo e padres, os religiosos e consagrados e as lideranças de nossas comunidades, na doação generosa pelo vosso Reino. Despertai novas vocações para o serviço do Povo de Deus! Sustentai-nos no discipulado missionário, “caminhando na estrada de Jesus”.

Fortalecei-nos, sob a proteção de Nossa Senhora da Luz e de São Rafael, para juntos carregarmos as dores e as angústias, as alegrias e esperanças de cada homem e mulher que encontrarmos em nossos caminhos.

Com vosso Espírito Santo, conduzi-nos no aprendizado permanente do diálogo, do serviço, do anúncio e do testemunho de comunhão, para discernirmos os vossos sinais no hoje de nossa vida.

Tornai eficazes nosso SIM orante e nossas ações amorosas, para que, neste tempo propício, sejamos uma Igreja pobre, peregrina e missionária, forte no cuidado com a natureza, no serviço à vida humana e na construção de uma sociedade melhor. Para que o mundo creia no vosso Reino. Amém!

Autor: Pe. Antônio Carlos da Silva

Sejamos Luz (2x)! Igreja a caminhar na estrada de Jesus!

1- O Espírito ao Pontífice Romano suscitou / No oeste de Minas Gerais a diocese Ele criou / Pelo Evangelho um povo ser alcançado / Assumindo, Padre Parreiras o vilarejo do Aterrado.

Sejamos Luz (2x)! Igreja a caminhar na estrada de Jesus!

2- Em tempos difíceis nossa Igreja foi nascendo / Por visitas e missões “Deus Conosco” se fazendo / Paróquias, Catedral, São Rafael, povo consortes / Pois na fragilidade é que nos tornamos fortes

Sejamos Luz (2x)! Igreja a caminhar na estrada de Jesus!

3- Ares novos, tempos novos para toda a Igreja / Abertura, ministros leigos, uma graça benfazeja / Cuidado de um Pai que sempre ouve o clamor / O que nos impulsiona é o Cristo, o seu amor!

Sejamos Luz (2x)! Igreja a caminhar na estrada de Jesus!

4- Presente de um bom Deus, mais um novo pastor / Participação e comunhão, eis um fio condutor / Uma Igreja mais humana e mais participativa / Evangelizar todos os povos, é o que nos motiva.

Sejamos Luz (2x)! Igreja a caminhar na estrada de Jesus!

5- Viemos de tantos lugares celebrar a comunhão / De uma Igreja viva, de uma Igreja em missão / Com fé e devoção, na graça e no amor / Doar a nossa vida, sirvamos sem temor!

Sejamos Luz (2x)! Igreja a caminhar na estrada de Jesus!

6- Na alegria do Evangelho, de Jesus um novo olhar / Mais um Francisco vem sua Igreja renovar / A misericórdia é um dos dons mais nobres / Ungidos para levar a boa notícia aos pobres.

Sejamos Luz (2x)! Igreja a caminhar na estrada de Jesus!

Letra: Pe. Marcus Vinícius de Paula Silva