Solenidade marca lançamento do selo comemorativo da Diocese de Luz

Publicado em: 11 julho 2017
Bernadete Seixas

Na tarde do dia 07 de julho, no Centro Cultural José Botinha Maciel, em  Luz, foi realizada a solenidade de lançamento do selo comemorativo e a abertura oficial do ano do centenário da Diocese de Luz, comemorado em 08 de julho de 2018.

A sessão teve início com o hino nacional, o hino do centenário e apresentação do vídeo institucional da Diocese. Após, o cerimonialista Fábio Henrique Peres, convidou para compor a mesa: o bispo Dom José Aristeu Vieira; o coordenador de Vendas dos Correios, Laerte da Silva Camargos; o Deputado Estadual de Minas Gerais, Antônio Carlos Arantes; o vice-prefeito da cidade de Luz, Antônio Carlos Xavier e o coordenador da Comissão Diocesana do Centenário, padre Almerindo da Silveira Barbosa.  Ainda se fizeram  presentes autoridades civis e militar, representantes do clero e empresários.

Em sua fala, Dom Aristeu, agradeceu à coordenação Regional e Agência Local da Empresa de Correios e Telégrafos pela parceria na realização e no lançamento do selo personalizado, em comemoração ao ano jubilar. “Neste ano, contaremos ainda com a realização de diversas celebrações, atividades culturais e pastorais que comemoram a passagem dos 100 anos desta Igreja Particular de Luz. Relembramos que, desde 2015, a Diocese iniciou a preparação deste Centenário através do Projeto Diocesano de Evangelização “Vivendo a alegria do Evangelho, celebramos um Centenário de Luz””.

Durante o ato de lançamento e obliteração do selo foram convidados:  o bispo Dom José Aristeu Vieira; o coordenador da comissão diocesana do centenário, padre Almerindo da Silveira Barbosa; o representante da família de Dom Manoel Nunes Coelho,  Miguel Mori; o representante da família de Dom Belchior Joaquim da Silva Neto, o ecônomo da Diocese, Monsenhor Wellington Costa e em homenagem a Paróquia Nossa Senhora da Luz e ao Monsenhor Joaquim das Neves Parreira – responsável na transformação do arraial do Aterrado à cidade de luz, pároco da Paróquia Nossa Senhora da Luz e da Cura Catedral, padre Orlando Ferreira Barbosa. Estes foram os representantes durante o ato. Eles receberam o carimbo efetuaram a obliteração, assinaram o cartão e exibiram aos presentes o selo.

Na oportunidade, houve também a entrega do prêmio aos vencedores do concurso do Hino do Centenário, padre Marcus Vinícius de Paula Silva – pároco na Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe – autor da letra e Luiz Expedito Calazans, responsável pela melodia, ambos da cidade de Lagoa da Prata.

Para o vencedor, padre Marcus Vinícius, a ideia central foi mostrar com expressões, palavras sem muitas delongas à história, a espiritualidade, a eclesiologia de cada momento vivido da diocese. “O fio condutor é o ministério episcopal de cada um de nossos pastores; somente a primeira estrofe foge desse esquema, pois ela fala da inspiração do Espírito para a criação de nossa diocese. Em cada estrofe tentei, então, destacar os grandes feitos do bispo que pastoreava a diocese, juntamente com a época que vivia. Ao final de cada estrofe, à luz da Palavra de Deus, temos o lema de cada um de nossos bispos. Obrigado pela oportunidade! E que o Espírito, que conduziu um dia a criação da diocese, continue a nos guiar na estrada de Jesus!”, ressaltou o padre.

Mais festa

 

Após a sessão solene, foi celebrada a Santa Missa de abertura do Ano do Centenário, em memória dos 50 anos de falecimento de Dom Manoel Nunes Coelho, ocorrida no dia 07 de julho de 1967 e a benção e envio da Imagem de São Rafael – padroeiro -, que fará uma peregrinação por todas as paróquias da Diocese.

A primeira paróquia a receber a imagem peregrina do padroeiro foi a de São Rafael Arcanjo, em Paineiras, com o pároco padre Manoel João Batista.

 

Fotos

Compartilhe com seus amigos: