Padre Almerindo escreve carta de agradecimento aos catequistas

Publicado em: 21 maio 2019
Bernadete Seixas

Querido (a) catequista,

Como muitos já sabem, antes mesmo de ser sacerdote, ainda diácono, acompanho a catequese da diocese. Em janeiro de 2008, assumi, oficialmente, a assessoria diocesana. Portanto em 2020 completarei doze anos à frente desse trabalho.

Chegou o tempo de deixar que outros irmãos presbíteros façam a bela e profunda experiência que fiz, para que, como eu, tenham a oportunidade de vivenciar algo tão bonito e necessário, que é fazer ecoar a Palavra de Deus no coração das pessoas.

A partir de 2020 o Padre Ednaldo Vinícius assumirá essa missão. Sei do seu zelo, dedicação e amor para com as coisas de Deus. Ele é um sacerdote que, posso resumir em duas grandes características, simplicidade e espiritualidade. Portanto, a catequese diocesana estará em boas mãos. Em 2019 continuamos no trabalho à frente da catequese e, depois, sairei da coordenação, mas não deixarei o trabalho catequético, por causa de missão de sacerdotal, por causa de minha participação, como membro, na Comissão do Regional Leste II de Catequese e por causa do amor que nutrir ao longo desses doze anos por essa pastoral.

Agradeço muito a você catequista pela oportunidade que tivemos de caminhar juntos nesse tempo. Agradeço cada coordenação das paroquias, que sempre foram muito solícitas diante dos nossos pedidos. Agradeço, também, a cada irmão presbítero pelo apoio, incentivo e encorajamento. Agradeço a coordenação diocesana de catequese, que lutou, sorriu e chorou comigo nessa caminhada. Agradeço a diocese de Luz, através de Dom Félix e agora Dom Aristeu, por confiar em mim diante do trabalho catequético.

Por tudo, com tudo e com todos, minha gratidão. Na missão evangelizadora e, na labuta do dia-a-dia, continuemos sendo presença do Cristo Palavra, para evangelizarmos nesse mundo, cada vez, mais urbano.

Querido (a) catequista continue mostrando paixão pela catequese. Seja sempre um (a) catequista alegre, para que através de suas obras “Deus seja glorificado em tudo por Jesus Cristo” (1Pe 4,11).

Que seu gesto, seu sorriso e suas palavras sejam um testemunho vivo de que Jesus venceu o pecado e, portanto, vive eternamente no meio de nós.

 

Um abraço carinhoso e fraterno,

Pe. Almerindo da Silveira Barbosa

Compartilhe com seus amigos: