Nota de Dom Aristeu sobre a tragédia em Brumadinho

Publicado em: 26 janeiro 2019
Bernadete Seixas

NOTA DE SOLIDARIEDADE

“Os ímpios, porém, são como o mar agitado, que não se pode acalmar,
e as suas ondas redundam em lama e lodo.” (Is 57,20)

Com muito pesar e tristeza recebemos a notícia de mais um crime ambiental ocorrido em nosso Estado. Desta vez as vítimas foram o Povo de Deus do município de Brumadinho-MG pertencente à Arquidiocese de Belo Horizonte – MG, nossa estimada Província Eclesiástica.

Com o rompimento da “Barragem Feijão” mais uma vez os impactos deste crime ambiental atingem grandes proporções muitas das quais ainda desconhecidas: muitas vidas foram ceifadas, cenários transformados, a natureza usurpada. Por onde foi passando, a lama foi arrastando vidas e sonhos abrindo mais uma vez caminhos para a impunidade e o descaso das grandes mineradoras que em busca do lucro e em nome do lucro, da manipulação de informações, desprezam e sacrificam a vida, a vida humana e a história das comunidades locais ao agredir o meio ambiente sem o qual não há possibilidade de vida sobre a terra. Basta olhar o que vem acontecendo, desde 5 de novembro de 2015 em Mariana-MG e em todo vale do Rio Doce. O verdadeiro desenvolvimento econômico não se dá sem verdadeira sustentabilidade da qualidade de vida e sem a preservação ambiental.

As mesmas minas que dão nome ao nosso estado não conseguem dar nome ao sentimento que nos invade: indignação pelo descaso e negligencia. Até quando? Não podemos permanecer calados ou indiferentes diante desta situação. Precisamos unir nossas forças tomando ainda maior conhecimento da realidade dessas barragens, apoiar o “Movimento dos atingidos por barragens” (MAB), exercitar nossa solidariedade com gestos concretos e ações pontuais, não somente para socorrer as vítimas deste crime, mas também buscando alternativas a esta realidade para que outros crimes não venham a atingir o nosso povo e o nosso bioma.

Prestamos assim solidariedade a todos os atingidos bem como a todas as Paróquias de Brumadinho-MG e a Arquidiocese de Belo Horizonte. Sabemos que nestas primeiras horas muitas iniciativas de ajuda surgem de várias partes do país. De nossa parte colocamo-nos a disposição do Arcebispo de Belo Horizonte e suas pastorais sociais, para ajudarmos, de forma concreta, respondendo a necessidades mais pontuais, tal como fizemos em outras circunstâncias.

A todos os diocesanos de Luz-MG pedimos orações em favor das vítimas, de seus familiares e de todas as comunidade atingidas. Em breve, concretizaremos nossa ajuda a partir das urgências e prioridades que aparecerão nos próximos dias.

Confiantes em Deus, Sabedoria e Força (Jó 12,13), e convictos da força de um povo unido, pedimos a Nossa Senhora da Luz e São Rafael que intercedam por nós e nos ajudem a sermos profetas da vida comprometidos com a ecologia integral para que em Cristo tenhamos vida em plenitude.

Com nossas orações e solidariedade,

Dom José Aristeu Vieira
Bispo Diocesano de Luz

Luz, 26 de janeiro de 2019

Compartilhe com seus amigos: