Nossa Senhora da Medalha Milagrosa – Bambuí

A história sobre a construção da igreja de Nossa Senhora das Graças, inicia-se  em um cenário de tragédia. Um crime passional, bárbaro com requintes de crueldade. Este crime abalou a cidade de Bambuí ,na década de 60, na parte mais alta do Bairro de Lava- Pés, hoje ,bairro Nossa Senhora das Graças ou Medalha.

No local onde hoje existe o Cruzeiro, à esquerda da igreja, existia uma cruz simples de madeira que sinalizava o local desse assassinato. Local que passou a ser visitado por pessoas de fé, em busca de graças.

 “ Como acontece por esse Brasil a fora, onde morre um batizado planta-se ali o sinal do cristão, a cruz. E o povo cheios de fé, assim o fez. Iniciou-se uma peregrinação diária ao entardecer à cruz, para rezar e pedir aos céus paz e proteção por intercessão da bendita alma que morreu naquele lugar. A cada dia crescia mais o número de pessoas simples, falando em construir uma “Capelinha da Lília”, referindo-se a ela como uma santa.”

O trilho de subida alargava-se . Uma conferência de São Vicente de Paulo reunia-se de casa em casa. Desejosos de um local de reuniões, aderiram à ideia da capela.

José Elias Chaves , menino pobre criado naquele bairro , tornara-se padre, professor e provincial, na Congregação da Missão. Padre José Elias Chaves e Demerval trataram do assunto da capela.

Como estávamos no 150°, ano da aparição de Nossa Senhora das Graças à Santa Catarina Labouré, na França, decidimos dedicá-la à mãe de todos os viventes.

Em 25/02/1981, Padre Demerval deu início à construção da igreja. A cada coluna construída, Pe. Demerval colocava uma medalhinha de Nossa Senhora das Graças junto ao concreto.

O Santuário foi construído em formato de Cruz, contendo dois painéis ; um retratando a  “Anunciação” e outro retratando a “ Assunção” de Maria.

Padre Demerval faleceu em 21/12/1997 e seu corpo encontra-se sepultado no adro do Santuário.

Em dezembro de 2000, o Monsenhor Wellington Costa assume a igreja e inicia-se os preparativos para transformá-la em paróquia.

O Decreto nº 13, do Bispo Dom Carlos Félix, com data de 19/03/2003, desmembrou a paróquia Nossa Senhora das Graças da Paróquia de Sant´Ana.

Oficialmente, a paróquia  foi instalada em 27 de março de 2003, dia da padroeira Nossa Senhora das Graças, conforme ata de instalação registrada, no Livro do Tombo I, tendo como primeiro administrador o Pe. Luiz Carlos Rocha de Deus.

Em março de 2006, foi solicitado ao bispo Dom Félix a transformação da igreja em Santuário.

Atualmente a paróquia do Santuário de Nossa Senhora das Graças é dirigida pelo Pe. Antônio Carlos Ferreira Couto.

Foram criadas quatro comunidades urbanas : Santa Terezinha, Nossa Senhora Aparecida, São Vicente de Paulo e Nossa Senhora das Graças.

Bibliografia : Retirado do Livro : Bambuí nas Trilhas da Picada de Goiaz.

                       Lindiomar José da Silva.

Compartilhe com seus amigos: