Mesmo isolados, podemos contar com a criatividade do amor, diz Papa

Publicado em: 6 abril 2020

Por meio de uma mensagem de vídeo, Papa Francisco expressou a todos sua proximidade e o seu afeto neste tempo de pandemia de coronavírus

Da redação, com Vatican News

Papa durante mensagem de vídeo para a Semana Santa/ Foto: Vatican Media

Papa Francisco “adentrou” a casa dos fiéis para manifestar a sua proximidade por meio de uma mensagem de vídeo transmitida no telejornal da televisão pública italiana, às vésperas do início da Semana Santa. “Se o permitirem, gostaria de conversar com vocês por alguns instantes, neste período de dificuldades e de sofrimentos. Eu os imagino em suas famílias, enquanto vivem uma vida inusual para evitar o contágio”, afirmou Francisco.

O Pontífice mencionou as crianças e os jovens que não podem frequentar a escola, os núcleos com algum familiar enfermo ou que viveram lutos em decorrência do coronavírus ou de outras causas. O Santo Padre citou ainda as pessoas que vivem sós, os idosos e quem contraiu o vírus e se encontra internado no hospital. Quanto aos que trabalham na linha de frente, os definiu como “heróis de todos os dias e de todas as horas!”.

Leia mais
.: Notícias da Pandemia de Coronavírus

No pensamento de Francisco, estão ainda as famílias com restrições econômicas, os detentos e as pessoas em situação de rua. “É um momento difícil para todos. Para muitos, dificílimo. O Papa sabe e, com estas palavras, quer expressar a todos a sua proximidade e o seu afeto”, frisou.  O Pontífice sugeriu a homens e mulheres que utilizem, da melhor forma possível, este tempo, praticando a generosidade, seja através de gestos físicos, como ajudar os vizinhos, seja através de um contato virtual a quem está só.

“Mesmo isolados, o pensamento e o espírito podem ir longe com a criatividade do amor. Isto é necessário hoje: a criatividade do amor”. É no silêncio das nossas cidades que ressoará o Evangelho da Páscoa, afirmou. O Santo Padre sublinhou: “Em Jesus ressuscitado, a vida venceu a morte. (…) Esta fé pascal nutre a nossa esperança. Gostaria de compartilhá-la com vocês esta noite. É a esperança de um tempo melhor, para sermos melhores, finalmente libertados do mal e desta pandemia”.

O Papa então concluiu: “Eu lhes agradeço por terem me permitido entrar em suas casas. Façam um gesto de ternura por quem sofre, pelas crianças, pelos idosos. Digam a eles que o Papa está próximo e reza, para que o Senhor nos liberte a todos em breve do mal. E vocês, rezem por mim. Bom jantar. Até logo!”.

Compartilhe com seus amigos: