Igreja São Vicente Férrer em Formiga está entre as 20 mais belas de MG

Publicado em: 29 junho 2020
Bernadete Seixas

O site Conheça Minas divulgou neste mês de junho uma lista com as 20 igrejas mais belas do Estado. Foram analisadas as postagens de templos religiosos feitas no site e portal de notícias Conheça Minas, ao longo dos dois últimos anos. Foram postadas ao longo desse tempo, fotos e informações de templos religiosos católicos, evangélicos, ortodoxos e de outros segmentos religiosos com detalhes arquitetônicos diversos, seja do período Colonial, Barroco, Rococó, Eclético, Contemporâneo ou Moderno.

Os critérios para a escolha das igrejas teve como base a beleza exterior dos templos, principalmente, sua beleza interior e importância para a história da região e para Minas Gerais. Foram selecionadas as que mais se destacaram em comentários, curtidas, compartilhamentos e que tenham relevante importância religiosa, cultural, arquitetônica e histórica. As 20 igrejas que mais se destacaram nos quesitos citados acima são:

01º – Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto

02º – A Basílica de Lourdes em Belo Horizonte

03º – Santuário do Senhor Bom Jesus de Matosinhos

04º – A Basílica de Nossa Senhora do Pilar em Ouro Preto

05º – Igreja de São José em Belo Horizonte

06º – A Matriz de Santo Antônio em Tiradentes

07º – A Igreja de Santo Antônio em Grão Mogol

08º – A Igreja de São Vicente Férrer em Formiga

09º – Igreja São Francisco de Assis em São João Del Rei

10º – Santuário Basílica de Nossa Senhora da Piedade

11º – Igreja São Francisco de Assis em Diamantina

12º – Basílica do Pilar em São João Del Rei

13º – A Igreja de São Domingos em Uberaba

14º Igreja do Carmo em Diamantina

15º – A Igreja de São José em Nova Era

16º – A Matriz de Nossa Senhora de Lourdes em Maria da Fé

17º – A Catedral da Sé em Mariana

18º – Basílica de São Geraldo em Curvelo

19º – Igreja Nossa Senhora do Ó, em Sabará

20º – Catedral de São Sebastião em Leopoldina

Igreja de São Vicente Férrer em Formiga

Iniciada em 1839 e concluída 34 anos depois, a igreja dedicada a São Vicente Férrer é um dos mais belos tempos da região Oeste de Minas, onde está a cidade de Formiga. (foto acima de Arnaldo Silva) Seus traços arquitetônicos, contornos e afrescos em estilo Barroco, são típicos das igrejas do período colonial. Mas o que mais chama a atenção nesta igreja são as pinturas em seu interior, feita pelo artista plástico veneziano Ângelo Pagnato, no início da década de 1920. O artista italiano enriqueceu a igreja com pinturas riquíssimas em detalhes, em tom azul, que emocionam pela beleza e suavidade, fazendo com quem frequenta a igreja, sentir-se no céu.

Outro detalhe que dá mais beleza à Igreja de São Vicente Férrer é um imponente órgão com 952 tubos, construído pelos alemães Carlos Moeherle e Gustav Weissenrider, da fábrica de órgãos alemã Walker, instalado na igreja em 1937. Nesse estilo, é o quinto maior órgão de tubos do Brasil. (foto acima de Arnaldo Silva) Por sua importância para a cidade e Minas Gerais, em 2002 o órgão foi tombado como patrimônio histórico de Formiga. Dois anos depois, em 2004, tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha), como patrimônio histórico de Minas Gerais.

Fonte: www.conhecaminas.com

Compartilhe com seus amigos: