Igreja do Brasil celebra Ano Jubilar Missionário

Publicado em: 22 novembro 2021
Halph Carvalho

Neste sábado, 20 de novembro, data em que as Pontifícias Obras Missionárias celebram 43 anos no Brasil, foi realizado o lançamento do Ano Jubilar Missionário.

Com a temática “A Igreja em estado permanente de missão”, o Ano Jubilar Missionário terá como lema “Sereis minhas testemunhas” (At 1,8), escolhido pelo Papa Francisco como mensagem do Dia Mundial da Missões de 2022.

Na logomarca que vai marcar as atividades durante o ano, o conjunto da identidade visual está em movimento, expressando o dinamismo missionário que brota da Trindade, ou seja, a missão é uma só, ela é de Deus (Missio Dei) e nasce do “amor fontal do Pai” (AG 2), que se expande, se comunica, sai de si e transborda sem fronteiras.

A temática “A Igreja em estado permanente de missão” segue as intuições do documento de Aparecida, que compreende a missão como identidade da Igreja, ou seja, não é algo optativo, uma atividade da Igreja entre outras, mas a sua própria natureza. A Igreja é missão!

O que celebramos em 2022

No âmbito nacional, os motivos jubilares são:

  • 50 anos de criação do Conselho Missionário Nacional (COMINA);
  • 50 anos das Campanhas Missionárias;
  • 50 anos dos Projetos Igrejas Irmãs;
  • 50 anos do Conselho Missionário Indigenista (CIMI);
  • 50 anos do Documento de Santarém;
  • 60 anos do Centro Cultural Missionário (CCM);
  • 70 anos da criação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

No âmbito internacional vamos celebrar:

  • 400 anos de criação da Congregação para Evangelização dos Povos;
  • 200 anos do nascimento da Pontifícia Obra da Propagação da Fé (POPF), fundada em 1822 pela venerável Paulina Jaricot;
  • 150 anos do nascimento do beato Paolo Manna, PIME, fundador da Pontifícia União Missionária;
  • 100 anos do motu próprio Romanorum Pontificum do Papa Pio XI, com o qual, em 1922, designou as Obras Missionárias como Pontifícias.

Adaptação: pom.org.br

 

Compartilhe com seus amigos: