Gestos dos profissionais de saúde traduzem o amor de Cristo, diz cardeal

Publicado em: 4 maio 2020

Dom Orani Tempesta enviou carta manifestando gratidão aos profissionais da área de saúde e a todos os que trabalham em hospitais e clínicas neste tempo de pandemia 

Da redação, com Arquidiocese do RJ

Recuperado de covi-19 tem alta em hospital em Porto Alegre (RS) e é aplaudido por profissionais de saúde/ Foto: Diego Vara – Reuters

O arcebispo metropolitano de São Sebastião do Rio de Janeiro, Cardeal Orani João Tempesta, enviou neste domingo, 3, uma carta aos profissionais da área de saúde e a todos os que trabalham em hospitais e clínicas neste tempo de pandemia de coronavírus. No início do texto, o cardeal cita as mudanças da sociedade e a luta nos hospitais para preservar a vida dos infectados pela covid-19.

“Aí se luta pela vida correndo contra o tempo. A dedicação de todos os que trabalham e arriscam suas vidas para salvar a vida das pessoas nos faz pensar sobre os valores de nossa sociedade. Tudo nos faz refletir sobre os valores que realmente importam, e nesse sentido, sobre a importância da vida”. Dom Orani afirma que a humanidade vive um momento muito difícil e procura compreender a situação em que se encontra.

Leia mais
.: Infectado por covid-19 sobre profissionais de saúde: Heróis a favor da vida

Aos profissionais da área de saúde e a todos os que trabalham em hospitais e clínicas, o arcebispo expressou seu sentimento de gratidão. “Louvo a Deus pela profissão e dedicação de cada um. Ao ver imagens da alegria quando um doente curado sai do hospital compreendo a grande razão de toda essa missão: a vida de cada pessoa”. Segundo, Dom Orani o compromisso com a vida, vivido por estes profissionais, faz com que a sociedade aprenda a valorizar a vida desde a concepção até a morte natural, excluindo a ideia de onipotência humana.

O cardeal revela que, ao olhar para os profissionais de saúde, recorda-se do personagem bíblico Cirineu. “Não temos muitas notícias sobre ele, mas somente que ajudou Cristo a levar a Sua Cruz ao longo da via dolorosa. Seguramente, aquele gesto valeu um ‘renascimento’ à vida daquele homem, pois conquistou um sentido pleno ao doar-se sem reserva”.

Dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio de Janeiro/ Foto: Arquivo Canção Nova

“Entre os inúmeros desafios ocasionados por esta pandemia, seja a luta pela vida dos enfermos, a reafirmação da dignidade de cada ser humano e até mesmo o amor pela profissão independente dos meios oferecidos, percebo como estão ofertando a vida – a exemplo do Cirineu – pelo bem de muitas pessoas necessitadas, sem colocarem condições prévias”, escreveu Dom Orani.

Leia também
.: Desafio frente à pandemia pode ser fonte de fé e aprendizado

Os gestos dos profissionais de saúde traduzem o amor de Cristo, frisou o arcebispo do Rio de Janeiro. O cardeal recordou que são eles que acompanham os enfermos e cuidam deles até o fim. As situações precárias e dificuldades no campo da saúde também foram citadas por Dom Orani, que concluiu:

“A vida de todos os senhores tem sido um convite para refletirmos que, apesar de qualquer insuficiência social ou econômica, o ser humano é capaz de reinventar-se a serviço do próximo através da solidariedade, criatividade e capacidade de sacrifício. Peço a Deus que os recompense, enviando graças abundantes à família de cada um, como santuário de encontro amoroso, consolação e paz”. Leia a íntegra da carta aqui.

Fonte: CN

Compartilhe com seus amigos: