Dom Aristeu relata sua experiência na 59ª Assembleia da CNBB

Publicado em: 10 setembro 2022
Halph Carvalho

Em comunhão com o episcopado brasileiro, Dom José Aristeu Vieira participou da 59ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, realizada em Aparecida/SP, nos dias 28 de agosto a 02 de setembro.

Segundo Dom Aristeu, foi uma assembleia histórica, de grande significado, afinal os bispos estavam a dois anos e meio sem reunir presencialmente, por causa da Pandemia. “Foi grande a alegria do reencontro. Foi rica a experiência de comunhão”.

Foram realizadas, na assembleia, oito votações de documentos, inclusive da 3º edição do Missal Romano que sairá em breve. “Votamos ainda um novo documento importantíssimo sobre a Palavra de Deus, que será valioso para nosso apostolado bíblico”.

Para Dom Aristeu, o evento foi rico também pelos conteúdos e análises realizadas, especialmente pelas mensagens ao povo brasileiro e carta às Igrejas, já divulgadas e aprovadas por unanimidade. “A carta ao povo brasileiro contextualiza nossa caminhada de Igreja no Brasil e alarga o tempo de vigência das atuais diretrizes para 2025, já que houve o atropelo da pandemia”.

Esta assembleia teve também destaque especial pela celebração dos 70 anos de fundação da CNBB.

A Assembleia contou com uma importante sessão cultural, contanto os feitos marcantes e fazendo memória dos que protagonizaram a história da CNBB.

Com seus dons artísticos e sua alegria contagiante, Dom Aristeu participou das apresentações musicais e ajudou na animação dos momentos culturais e de confraternização.

Créditos: CNBB

Compartilhe com seus amigos: