Diocese: Encontro reflete ação sobre a encíclica do Papa Francisco: Laudato Si

Publicado em: 20 setembro 2016
Bernadete Seixas

No domingo, 11 de setembro, no Centro Cultural Maestro José Botinha Maciel, em Luz, foi realizado um encontro onde foi refletido sobre a sobre a encíclica do Papa Francisco: Laudato Si, cuidados com a casa comum.

O evento foi promovido pela Comissão Diocesana “Caridade, Justiça e Paz” e  contou com a participação de 108 pessoas.

O Laudato Si, – Papa Francisco – apresentou ao mundo, pontuando críticas ao consumismo e desenvolvimento irresponsável. Trouxe, na mensagem, apelos à mudança e à unificação global das ações para combater a degradação ambiental e as alterações climáticas.

Após a acolhida, houve uma oração e benção com a irmã Porcina Amônica de Barros, irmã Mônica, da cidade de Porteirinha/MG, que conduziu as reflexões sobre a Encíclica. A irmã destacou que o conteúdo escrito da Encíclica se destina a todos os povos da terra sem distinção. Durante o estudo, também foi apresentado detalhes sobre participação da Igreja, avanços e desafios que se apresentam em relação aos conflitos pela posse, uso da terra e riquezas naturais que acontecem na Serra da Canastra envolvendo os Canastreiros e o Parque Ecológico.

A partilha dos resultados obtidos a partir das propostas da Campanha da Fraternidade 2016 foi expressiva. A quantidade e qualidade das ações que foram realizadas nas paróquias da Diocese, dentre elas: coleta de óleos servidos para transformar em sabão, coleta de lixo, plantio de mais de 1200 árvores, proteção de áreas de preservação, interrupção de intervenções em áreas de interesse ecológico, onde iriam implantar loteamentos, construção de 8 km de terraço em nível, educação ambiental com crianças, jovens e adultos, coleta de garrafas, pet, plantio de crotalária, adubação verde e repelente de insetos, retorno da replicação das sementes doadas durante a socialização da CF 2016 de semente de milho variedade: “Milho Reis” doado pelo produtor Alverides da Comunidade Vermelho, em Arcos, por intermédio da EMATER-MG, programas de rádio e outros chamou a atenção de todos . 

A encíclica tem inspiração nas meditações dos Cânticos das Criaturas de São Francisco de Assis. Para o bispo diocesano, Dom Aristeu, a “Laudato Si” clama pela contribuição de cada pessoa no cuidado com o nosso planeta terra, começando com atitude simples como redução do consumismo, separação do lixo em casa. E alerta que todas as pessoas podem e devem participar ativamente da construção de um mundo melhor e mais humano cuidando das famílias e dos irmãos menos favorecidos.

Ao término do encontro, ficou o compromisso de continuidade com as ações e partilhas mais rápida a todos dos resultados.

 

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe com seus amigos: