Diocese de Luz estende para mais 15 dias de suspensão das atividades religiosas

Publicado em: 4 maio 2020
Bernadete Seixas

Uma nova nota foi divulgada pelo bispo da Diocese de Luz, Dom José Aristeu, na tarde do sábado, 02 de maio, justamente na data que encerrava o Decreto 22/2020 de 18/03/2020, onde destaca a extensão para mais 15 dias da suspensão das atividades religiosas no território diocesano.

COMUNICADO OFICIAL:

Dom José Aristeu Vieira, no uso de suas atribuições pastorais, em comunhão com os Bispos do Regional Leste 2 através da reunião do CONSEP, realizada no dia 02/05/2020; ouvido também o Vigário Geral, o Coordenador Diocesano de Evangelização e os Vigários Forâneos; considerando o complexo quadro social em que nos encontramos pelo agravamento da Pandemia e com a constatação do aumento de casos suspeitos em nossa região, atentos as orientações predominantes das autoridades sanitárias, zelando pelo bem do Povo de Deus, vem através deste, PRORROGAR POR MAIS 15 (QUINZE) DIAS, a contar desta data, o Decreto Nº 022/2020, publicado aos 18/03/2020, relativo à Pandemia causada pelo Covid 19.

Portanto, continuamos tudo como vem sendo feito, com as celebrações transmitidas pelas redes sociais, sem concurso de povo nas Igrejas. Mesmo onde os Decretos Municipais o possibilitam, julgou-se impraticável a seleção de quem participe. Esta tarefa poderia causar transtornos e aborrecimentos desnecessários.

Por outro lado, busquemos reforçar ainda mais nosso compromisso de assistência e cuidado pastoral para com o povo de Deus, evitando qualquer interpretação de que estas medidas de isolamento social acolhidas pela Igreja denotem abandono do povo.

Deste modo, ORIENTAMOS: a) que as Igrejas sejam abertas para oração individual, observando para que não haja, em hipótese alguma, aglomeração de pessoas, levando sempre em consideração o prudente juízo dos Párocos sobre as condições e critérios para este encaminhamento, em sintonia também com as orientações recebidas das autoridades sanitárias municipais.

b) que em cada Paróquia, o Pároco com seus Conselhos, sem perder de vista as orientações de prevenção contra a disseminação e o contágio pelo vírus, seja responsável por pensar formas e caminhos que favoreçam o cuidado e a assistência pastoral, espiritual e social dos necessitados (1 Pd 5,2); como por exemplo: acolhida, escuta, orientação ou confissão individual (em local apropriado). Em todas estas iniciativas de assistência pastoral, busquemos resguardar, cuidadosamente, tanto o que acolhe quanto o que é acolhido dos possíveis riscos de contágio, utilizando-se de equipamentos de proteção individual.

c) as Celebrações das Exéquias poderão ser realizadas, seguindo-se as orientações das autoridades de saúde (em caso de padres que estejam no grupo de risco, é aconselhável delegar esta missão para outro padre).

d) segundo a demanda de cada realidade, utilizando-se das redes sociais e de organismos já existentes em nossas comunidades paroquiais, promover ou apoiar iniciativas e parcerias que favoreçam a partilha, a solidariedade e o cuidado para com aqueles que passam por necessidades básicas (At 4, 34-35).
Neste mês de maio, dedicado a Nossa Senhora, procuremos animar a espiritualidade familiar através da Oração do Terço e das diversas práticas devocionais, como nos orienta o Papa Francisco em sua Carta especial para este mês. Que a exemplo de Maria Santíssima, estejamos atentos às necessidades dos irmãos, colocando-nos a serviço da comunhão necessária e promoção da partilha dos dons (Jo 2, 1-11).
Renovemos o nosso compromisso de rezar pelas vocações, obedecendo assim ao mandato do Bom Pastor: “Pedi ao Senhor da messe que envie operários para a messe, pois a messe é grande e os operários são poucos” (Mt 9,36-38).

Dado e passado na Cúria Diocesana de Luz, aos 02 dias do mês de maio do ano de 2020, sob nosso selo e sinal de nossas armas.

Dom José Aristeu Vieira.
Bispo Diocesano de Luz

Compartilhe com seus amigos: