Diocese de Luz cria Comissão de Ouvidoria para a proteção e tutela de crianças, adolescentes e pessoas vulneráveis

Publicado em: 11 maio 2021
Bernadete Seixas

A Diocese de Luz por meio do bispo Dom José Aristeu Vieira, decretou nesta terça-feira, 11 de maio, uma nova comissão: Comissão Diocesana de Ouvidoria para a proteção e tutela de crianças, adolescentes e pessoas vulneráveis.

“Os crimes de abuso sexual ofendem a Deus, causam danos físicos, psicólogicos e espirituais às vítimas e lesam a comunidade dos fiéis”, escreve o Papa Francisco na introdução do Motu Proprio “Vos Estis Lux Mundi”. Para que tais fenômenos, em todas as suas formas, não aconteçam mais, é necessária uma conversão continua e profunda dos corações, atentada por ações concretas e eficazes que envolvam a todos na Igreja, de modo que a santidade pessoal e o empenho moral possam concorrer para fomentar a plena credibilidade do anúncio evangélico e eficácia da missão da Igreja.

O Papa Francisco, pela Carta Apostólica em forma de Motu Próprio Vos estis lux mundi”, de 09 de maio de 2019, determinou que, em cada Diocese haja uma Comissão para receber e verificar denúncias de abusos no ambiente eclesial da parte de clérigos, religiosos(as) e lideranças eclesiais, contra crianças, adolescentes e pessoas em situação de vulnerabilidade (pessoas em estado de enfermidade, deficiência física ou psíquica ou privadas da liberdade pessoal). Este documento papal pode ser facilmente encontrado na internet para que seja conhecido integralmente. Esta Comissão não tem poder judicial ou condenatório, esta competência é do Tribunal Eclesiástico, que será acionado quando necessário. A Comissão tem a missão de ouvir e ajudar a discernir a matéria de acusação, bem como indicar encaminhamentos futuros aos denunciantes e vítimas. Esta comissão tem um caráter pastoral, de serviço e de prevenção.

Na Diocese de Luz esta Comissão foi constituída e é composta por:

Dom José Aristeu Vieira – Bispo Diocesano;

Pe. Antônio Campos Pereira – Vigário Geral;

Pe. Marcelo Adriano Ribeiro – Coordenador;

Pe. Orlando Ferreira Barbosa – Assistente Jurídico Canônico e Civil;

Pe. José Maria da Cunha, PODP – Representante dos Religiosos;

Ir. Arlete Caetano da Silva – Representante das Religiosas ;

Márcia Aparecida de Assis Silva – Assistente Social.

As denúncias poderão ser encaminhadas pessoalmente, por e-mail, por carta registrada ou por telefone. Os denunciantes deverão identificar-se (nome, endereço, contato). Sobre os dados e conteúdos recebidos, de nossa parte, serão tratados e encaminhados com a devida ética, discrição e sigilo, como também em relação à identidade das vítimas. O denunciante e a vítima é quem decidem sobre a confidencialidade em relação aos seus nomes e às informações apresentadas.

O contato com a Comissão pode ser feito pelos seguintes meios, para agendamento de encontro pessoal com a Comissão:

  1. Telefone: (37) 9 9809-5699
  2. E-mail: ouvidoria.menor@diocesedeluz.org.br
  3. Endereço: Praça Manoel Saint-Clair, 66 Centro – Abaeté/MG CEP 35.620-000 (falar ou escrever diretamente com Pe. Marcelo Adriano Ribeiro).

COMISSÃO PARA A PROTEÇÃO DO MENOR E VULNERÁVEIS last one (1)

 

Compartilhe com seus amigos: