Diocese de Divinópolis finaliza processo de beatificação do Padre Libério

O fechamento da Porta Santa da Diocese de Divinópolis será realizado no dia 13 de novembro, às 19h30, na Catedral do Divino Espírito Santo. A celebração também marcará o fechamento do processo de beatificação do Servo de Deus, Padre Libério. A documentação será encaminhada para Roma.

O processo de beatificação foi aberto em 2012, através de um tribunal, tendo como Postolador o Padre Adelmo, que atuou por muitos anos na paróquia de Leandro Ferreira e o juiz, Monsenhor Paulo Pereira, que atua na paróquia do bairro Porto Velho em Divinópolis.

Após aberto o processo, pessoas que conheceram e conviveram com Padre Libério foram ouvidas para que a trajetória da vida do sacerdote seja documentada para ser levada para o Vaticano. Lá, peritos irão analisar se cabe a beatificação. Caso sejam confirmados milagres realizados pelo padre, o sacerdote poderá ser canonizado, se tornando um santo.

A exumação do corpo de Padre Libério aconteceu no dia 02 de março em Leandro Ferreira.  Os restos mortais foram devolvidos a cidade e levados para a Matriz de São Sebastião. Antes da exumação ele estava sepultado em uma pequena capela junto ao cemitério municipal desde o falecimento, em 1980.

Porta Santa

 

O Jubileu Extraordinário da Misericórdia teve início com a abertura da Porta Santa, na Catedral de Bangui, na República Centro-Africana, no dia 29 de novembro de 2015. No dia 8 de dezembro do mesmo ano, foi a vez da abertura da Porta Santa da Basílica de São Pedro, algo que não acontecia desde 2000.

Esta porta é aberta apenas durante o Ano Santo, permanecendo fechada no restante do tempo, e existem portas santas nas quatro basílicas papais: São Pedro, São João de Latrão, São Paulo fora de muros e Santa Maria Maior.

Na Diocese de Divinópolis a Cerimônia de abertura da Porta Santa da Misericórdia ocorreu com a presença do Bispo Diocesano, Dom José Carlos, do Pároco da Catedral, Padre Maia e do Padre Carlos Henrique (Vigário Forâneo). Milhares de fiéis, vindos de toda a Diocese, também participaram deste evento inédito e histórico da Igreja.

“Abri as portas da justiça. Nelas entraremos para dar graças ao Senhor!”, aclamou Dom José Carlos, segundos antes de abrir a Porta Santa.

“Esta é a porta do Senhor: por ela entraremos para alcançar a misericórdia e o perdão”, foram as primeiras palavras do Bispo, depois da abertura, seguindo o rito prescrito pela Igreja.

Fonte: Diocese de Divinópolis