Dados estatísticos Sacramentais de 2019 apontam queda em relação ao ano de 2018

Publicado em: 1 abril 2020
Bernadete Seixas

O ano de 2020 não começou nada fácil para o mundo. Um vírus – Coronavírus (Covid-19) se instalou neste planeta e fez com quem a vida de todos virassem de cabeça pra baixo. Pela primeira vez, na história da Igreja Católica e das outras religiões foram canceladas a presença dos fiéis durante as celebrações. A Igreja parou! As pessoas encontram-se isoladas dentro de suas casas e estão impedidas de quaisquer atividades e compromissos. Também pela primeira vez a maior celebração foi cancelada com a presença do público: a Semana Santa.

Com tudo isso acontecendo neste ano, maior ainda será a queda dos dados estatísticos das atividades Sacramentais da Igreja católica e consequentemente da Diocese de Luz, que também apresentou uma baixa no ano de 2019 em relação ao ano de 2018.

No ano de 2018, as estatísticas destacaram para mais de 12.100 realizações sacramentais, sendo o grande número para o Sacramento do Batismo com quase 4 mil pessoas batizadas na Diocese. A grande maioria ainda no primeiro ano de vida e quase 200 pessoas foram batizadas maiores de 7 anos de idade.

Já os dados de 2019 foram: 10.421 realizações sacramentais, ainda com o maior número para o Sacramento do Batismo, sendo mais de 3.950 bebês com até um ano de vida, e um pequeno aumento de mais de 220 crianças maiores de sete anos que receberam o sacramento.  Seguindo para 2.674 pessoas que receberam a Primeira Eucaristia. A Crisma foram 3.708, destacando para a Paróquia São Carlos Borromeu onde 278 crismandos receberam o sacramento no ano de 2019.

Em Formiga, a Paróquia São Vicente Férrer realizou em 2018 o maior número de casamentos na Diocese, foram 107, sendo 102 cerimônias com casais católicos e batizados e 05 com casais um católico e o outro não católico. Já em 2019 o número das cerimônias religiosas também diminuíram na Paróquia São Vicente Férrer, foram 91 casamentos e todos os casais são católicos e batizados. A pesquisa ainda apontou que na Paróquia São João Bosco, em Santo Antônio do Monte, 14 casais se casaram sendo um deles católico e o outro não.

O trabalho de censo dos sacramentos é realizado pela chancelaria da Cúria, que tem como chanceler padre Marcos Tiago da Silva. De acordo com a apresentação dos dados, o chanceler explica que a baixa dos números envolve muitos fatores sociais. Em relação ao Batismo, pode estar ligado ao baixo índice de natalidade. O Matrimônio, fatores ligados a crise financeira e tantas outras coisas. Numa análise rápida, vemos que não é só fatores, uma vez que muitos associam a celebração com cerimônias sociais, explicou o padre Marcos Tiago.

Anualmente, a Diocese de Luz tem acesso por meio das paróquias os dados estatísticos sacramentais. São dados contabilizados do Batismo, 1ª Eucaristia, Crisma e Matrimônios realizados nas 52 paróquias.

Compartilhe com seus amigos: