Baixe o roteiro para a Celebração em Família do Domingo de Ramos

Publicado em: 26 março 2021
Bernadete Seixas

Abrindo a Semana Santa, a Comissão Episcopal Pastoral para a Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) disponibilizou o roteiro “Celebrar em Família” para o Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor. Na celebração da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém conclui-se a caminhada de cinco semanas da Quaresma, nas quais a Igreja se preparou pela oração, pela penitência e pela caridade. Também se inicia a celebração da Páscoa do Senhor.

A Comissão sugere que, onde for possível, seja colocado em algum lugar externo da casa, como porta, janela ou varanda, de forma visível, uma cruz ornada com ramos e com um pano de cor vermelha.

BAIXE O ROTEIRO PARA A CELEBRAÇÃO EM FAMÍLIA DO DOMINGO DE RAMOS E DA PAIXÃO DO SENHOR

Semana Santa

Durante a Semana Santa, a Comissão para a Liturgia da CNBB também vai oferecer o subsídio “Celebrar em Família”. Os bispos motivam os fiéis a cultivarem momentos de oração em família ou pessoalmente a partir de subsídios propostos pelas próprias dioceses e paróquias, e do roteio “Celebrar em Família”.

“Levando também em consideração que em muitas regiões do Brasil, nas últimas semanas, a partir do registro do aumento da contaminação do vírus, as autoridades sentiram a necessidade de decretar o lockdown restringindo também a participação presencial dos fiéis nas celebrações, nossa Comissão oferecerá os subsídios “Celebrar em Família” para os principais momentos da Semana Santa, ou seja: o Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor; a Quinta-feira Santa; a Sexta-feira Santa; um Ofício para a manhã do Sábado Santo e a Solene Celebração para o Domingo da Páscoa”.

Assim, a Comissão continua a oferecer a sugestão de Celebração da Palavra de Deus para ser celebrada nas casas, com os familiares. “São muitos os horários de transmissão de missas em nossos canais católicos que podemos acompanhar, mas vivendo a dignidade de povo sacerdotal que nosso batismo nos conferiu, podemos não só acompanhar, mas CELEBRAR com nossas famílias”.

Fonte: CNBB

Compartilhe com seus amigos: