A alegria da visitação de Nossa Senhora

Publicado em: 31 maio 2021

O último dia do mês de maio nos convida a participar da festa da Visitação de Maria. Logo após a Anunciação, a Virgem Santa, concebida pelo Espírito Santo, vai à visita de sua prima Isabel, irradiando graça e alegria espiritual. Por isso, logo que se encontram as mães, Isabel fica “repleta do Espírito Santo” quando a criança no seu ventre “pulou de alegria” (Lc 1, 41). É a presença do Espírito Santo que alegra a todos, e permite a Isabel reconhecer “a mãe do meu Senhor” (Lc 1, 43). Com efeito, o próprio Jesus nos ensinou que “cada árvore se reconhece pelo seu fruto” (Lc 6, 44), e o fruto do ventre de Maria é bendito, é o Cristo, “o Filho do Deus vivo” (Mt 16,16).

Maria é exemplo de amor e serviço. Após o sim para a Anunciação, a Virgem “partiu apressadamente para a região montanhosa” (Lc 1, 39). Ali onde encontra Isabel, também se inicia a santificação de João Batista. Quem ouve primeiro a voz de Maria é Isabel, mas o Espírito Santo se manifesta com o pulo de alegria da criança no seu ventre. Isabel sentiu a aproximação de Maria, e João Batista experimentou a graça da presença do Senhor. Elas então dão graças, Isabel saúda: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre!” (Lc 1, 42), como continuamos a proclamar na oração do Ave-Maria.

A alegria da visitação de Nossa Senhora

Nossa Senhora nos visita todos os dias

Além da oração que proclamamos, a passagem da Visitação de Nossa Senhora também está presente no Segundo Mistério Gozoso do Santo Rosário e na celebração da Visitação: um momento de alegria, de graças e bênçãos entoado no Magnificat (Lc 1, 47-55), hino que revela a humildade da “serva do Senhor!” (Lc 1,38), que é bendita e cheia de graça (Lc 1,28). Lembremo-nos: “A visitação de Maria a Isabel tornou-se, assim, visita de Deus ao seu povo” (CIC, 717). Na companhia da Virgem Santíssima, nossos corações serão alegres e encontraremos o desejo de cantar e proclamar as maravilhas de Deus.

Leia mais:
.: Nove meses com Maria 
.: Maria e Isabel: o encontro das promessas que faz olhar para frente
.: Conheça a cristandade, humildade e fé da Virgem Maria
.: Aprenda com a virtude da fé viva de Nossa Senhora 

Que possamos relembrar com alegria da presença de Nossa Senhora na sua intercessão por nós, pecadores, agora e na hora da nossa morte. Nas palavras de São Josemaría Escrivá: “A Virgem Santa Maria, Mãe do Amor Formoso, aquietará o teu coração, quando te fizer sentir que é de carne, se recorres a Ela com confiança”. Que assim seja!

REFERÊNCIAS:

BÍBLIA SAGRADA. Tradução da CNBB, 18 ed. Editora Canção Nova.

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA. In textos fundamentais. Arquivo do Vaticano.

ESCRIVÁ DE BALAGUER, Josemaría. Caminho – 9ª ed. – São Paulo: Quadrante. 1999.

JOÃO PAULO II. Homilia na Celebração no Encerramento do Mês de Maria. Vaticano, 31 mai. 1979.

JOÃO PAULO II. Homilia na Celebração no Encerramento do Mês de Maio. Vaticano, 31 mai. 2001.

Fonte: CN

Compartilhe com seus amigos: