Vivendo a alegria do Evangelho, celebramos o centenário de Luz!

O projeto tinha como objetivo nos conduzir ao jubileu dos Cem anos da Diocese de Luz. Um caminho que não foi marcado só por eventos, mas que foi permeado por ações evangelizadoras, tendo o Concílio Vaticano II como bússola, e uma eclesiologia de comunhão e participação marcada pela riqueza da experiência das pequenas comunidades existentes em nossa Diocese.

Ao nos propormos a caminhar na estrada de Jesus, inserimos em nossa vida pastoral um desejo que consta na 5ª Oração Eucarística (1975). Oração esta elaborada por ocasião do 9º Congresso Eucarístico Nacional realizado em Manaus, cujo cerne encontra-se na mística evangélica da libertação dos pobres como fidelidade ao seguimento de Jesus, Caminho, Verdade e Vida.

Caminhar com Jesus é comprometer-se com seu Reino de amor. Caminhar anunciando o Evangelho da Vida, no compromisso com os pobres e também no diálogo fraterno com a sociedade. Tudo isso exige de nós um espírito de solidariedade, fraternidade e participação ativa na ação evangelizadora de nossa Igreja Particular. Assim, fortalecemos a comunhão e nos lançamos ao encontro de todos aqueles e aquelas que ainda hoje se encontram excluídos, marginalizados e desprovidos de esperança. Aqueles que se encontram nas periferias existenciais.

No findar da atualização do clero, em outubro de 2015, foram eleitos o vigário geral da Diocese, Pe. Antônio Campos Pereira (Pe. Tonhão) e o coordenador diocesano de evangelização, Pe. Patriky Samuel Batista, que, juntamente com a Coordenação Diocesana de Evangelização e a Comissão do Centenário, seriam os responsáveis pela dinamização do projeto “caminhamos na estrada de Jesus”. Além destes, também foram confirmadas as funções de ecônomo (Mons. Welington Costa), de chanceler (Pe. Antônio Carlos da Silva), Pe. Marcos Tiago da Silva como representante dos presbíteros e os reitores Pe. Fábio (Belo Horizonte) e Pe. Marco Ruas (Luz). Eram os primeiros passos do governo pastoral de Dom Aristeu.

O novo projeto de evangelização foi organizado a partir dos anos de preparação para o centenário. No contexto do Ano da Misericórdia, proposto pelo Papa Francisco, 2016 ficou marcado como o ano da Comunidade. Enquanto o clero estudava a exortação “Alegria do Evangelho”, nossas foranias se preparavam para a confraternização diocesana das comunidades a partir do estudo das DGAE da Igreja do Brasil 2015-2019. No caminho de preparação fizemos memória dos sinais da alegria do Evangelho em nossas comunidades.

Em cada Forania, a coordenação de evangelização juntamente com os vigários forâneos, organizou um dia de reflexão sobre as diretrizes a luz da Evangelii Gaudim. Como gesto concreto, cada Forania elegeu sua urgência: Forania de Piumhi, Formiga, Lagoa da Prata e Bambuí: Igreja, casa da iniciação à vida cristã; Forania de Arcos: Animação bíblica da vida e da Pastoral; Forania de Abaeté: Igreja em estado permanente de missão. Como destaques apareceram dois temas: famílias missionárias e formação bíblica para os leigos.

Durante a Confraternização das comunidades em 22 de maio de 2016 na cidade de Arcos-MG conhecemos as urgências de cada Forania e Paróquia. Esse material foi enviado à coordenação de evangelização que elaborou o subsídio: “Redescobrindo a alegria de ser comunidade missionária”, fazendo surgir daí pistas de ação para ajudar e fortalecer a caminhada pastoral das comunidades a partir das urgências.

Nesta ocasião foi realizado o primeiro censo das comunidades da Diocese de Luz que em 2016 estava com 51 Paróquias e 608 pequenas comunidades. Hoje já somos 53 paróquias e 623 comunidades.

Em 3 de dezembro de 2016 foi criada a Cáritas Diocesana, nomeada “CáritasLuz”. Este foi o gesto concreto do Ano da misericórdia. A CáritasLuz tornou-se o grande monumento da misericórdia em nossa Diocese, como pedia o Papa Francisco.

Compartilhe com seus amigos: