Vaticano prorroga até 3 de maio medidas contra a pandemia

Publicado em: 14 abril 2020
Bernadete Seixas

O Estado da Cidade do Vaticano registrou oito casos de coronavírus; dois dos infectados já receberam alta

Da Redação, com Boletim da Santa Sé

Greg Burke, diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, informou prorrogação da quarentena até 3 de maio / Foto: Arquivo CN

A Sala de Imprensa da Santa Sé informou, nesta terça-feira, 14, que irá prorrogar até 3 de maio, todas as medidas que foram adotadas até o momento para lidar com a emergência sanitária do Covid-19.

Leia também:
.: Covid-19: Brasil tem 1,3 mil mortes e 23,4 mil casos confirmados
.:União para superar toda a divisão, exorta Papa Francisco
.: Comunidades mais expostas ao Covid-19 recebem € 5 milhões da AIS

No último comunicado sobre as medidas de emergência, publicado em 3 de abril, o Vaticano havia estendido a quarentena até 13 de abril, como modo de evitar a disseminação do coronavírus, em conformidade com as medidas lançadas pelas autoridades italianas em 1° de abril.

Na última quarta-feira, 8, a Sala de Imprensa da Santa Sé informou um oitavo caso de coranavírus positivo na cidade do Vaticano. O diretor, Matteo Bruni, destacou que, entre os oito infectados, dois deles já estão recuperados e os outros estáveis.

Fonte: CNBB

Compartilhe com seus amigos: