Semana da Gratidão por Santa Dulce dos Pobres é iniciada em Salvador

Publicado em: 14 outubro 2019
Bernadete Seixas

Missa e vigília realizada pelos jovens na madrugada deste domingo, 13, deram início a Semana da Gratidão

Da redação, com Arquidiocese de Salvador

Missa de abertura da Semana da Gratidão pela canonização de Irmã Dulce em Salvador/ Foto: Arquidiocese de Salvador – Divulgação

Neste domingo, 13, a Arquidiocese de Salvador deu início a Semana da Gratidão pela canonização de Irmã Dulce. A abertura da semana aconteceu com Missa no Santuário Santa Dulce dos Pobres, às 22h deste sábado, 12, presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, Dom Marco Eugênio Galrão Leite de Almeida; seguida da Vigília dos Jovens realizada na madrugada deste domingo, 13.

Leia mais
.: Irmã Dulce é santa: a fé faz milagres quando saímos de nós mesmos
.: Canonização de irmã Dulce reuniu milhares de brasileiros no Vaticano
.: Biografias dos cinco novos santos são apresentadas no Vaticano

Durante a homilia, Dom Marco falou sobre Nossa Senhora, que é o sinal da presença de Deus, e também recordou a santidade de Irmã Dulce. “Irmã Dulce se tornou santa em seu batismo. O que acontece agora é tornar esta santidade pública”, afirmou.

Dom Marco Eugênio Galrão/ Foto: Arquidiocese de Salvador – Divulgação

Após a Celebração Eucarística, a responsável pelo santuário, Roberta Daltro, contou a história da vida de Irmã Dulce. Logo no início, ela perguntou quais eram as características do amor, já que este sentimento diz muito sobre a vida da futura santa. “Ela era firme, porque ela tinha a autoridade de Deus. O amor nos inquieta, por isso ela era assim. A vida dela era de encontros, marcada pela experiência do amor”, disse.

Leia também
.: Irmã Dulce foi coração aberto ao chamado de Deus, diz frade capuchinho
.: Sobrinha de Irmã Dulce se emociona ao recordar trabalho da religiosa
.: Prefeito da Congregação para a Causa dos Santos fala sobre Irmã Dulce
.: Ir. Dulce é o Anjo Bom dos Pobres, diz historiador sobre religiosa

Ainda neste domingo será celebrada Missa às 16h, a recitação do Terço em honra à Santa Dulce, às 15h; Sarau Dulce, à 17h30; e show com a banda Ignes, a partir das 19h. De 14 a 19 de outubro a programação contará com três missas diárias: às 8h30, 12h e 16h; além da Feira da Gratidão, às 10h e às 14h; recitação do Terço em honra à Santa Dulce, às 11h e às 15h; Sarau Dulce, às 17h30 e apresentações culturais, às 19h. Na quinta-feira, 17, os fiéis participarão, ainda, da adoração ao Santíssimo Sacramento, que terá início logo após a Missa das 8h30.

Santuário Santa Dulce dos Pobres em Salvador (BA)/ Foto: Arquidiocese de Salvador – Divulgação

Missa pós-canonização

Aproximadamente 55 mil pessoas devem participar da primeira Missa, em solo brasileiro, em agradecimento pela canonização de Irmã Dulce. A Celebração Eucarística acontecerá na Arena Fonte Nova, em Salvador, no dia 20 de outubro. Neste dia, os portões da Arena serão abertos ao meio dia e os fiéis poderão acompanhar shows com bandas católicas e a apresentação do espetáculo “Império do Amor”, que contará com mais de 600 crianças e as participações do padre Antônio Maria, Waldonys, Margareth Menezes, Tuca Fernandes e Saulo.

Leia mais
.: Dom Murilo: o verdadeiro milagre de Irmã Dulce são suas obras sociais

Após o espetáculo, terá início a procissão com as relíquias da Santa Dulce dos Pobres e com as imagens de Santo Antônio (de quem ela era devota), de Nossa Senhora da Conceição da Praia (padroeira do Estado da Bahia) e do Senhor Bom Jesus do Bonfim. O ponto alto dos festejos será a Missa em Ação de Graças, que terá início às 17h e será presidida pelo Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, e concelebrada por arcebispos, bispos e padres de Salvador e de outras Arquidioceses e Diocese do Brasil.

Fonte: CN

Compartilhe com seus amigos: