Representantes do ECC de Luz participam do XVII Congresso da Região Leste 2

Publicado em: 24 julho 2018
Bernadete Seixas

Nos dias 20 a 22 de julho, foi realizado o XVII Congresso da Região Leste (compreende os Estados de Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro), do ECC – Encontro de Casais com Cristo, e teve como tema: Evangelizando Famílias à Serviço da Paz e como Lema: Felizes os que Promovem a Paz!


O assessor diocesano do ECC padre Cristiano Leal, o padre Pedro Felisberto da Paróquia São Carlos Borromeu, de Lagoa da Prata, o padre João Álisson do Carmo, da Paróquia São José Operário, de Luz, juntamente com outros casais do movimento do ECC da Diocese de Luz, estiveram em Campos/RJ.

Durante o encontro participaram mil e quinhentos congressistas do Regional. A abertura teve a participação do bispo de Campos, Dom Roberto Francisco Ferreira Paz e a missa foi presidida pelo cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta.

O tema refletido durante o congresso evangelizando famílias a serviço da paz”; foi oportuno e profético quando se refere as causas da violência é esquecido talvez a principal: a desestruturação e enfraquecimento das famílias. Quando elas ao contrário se tornam fortes, respondendo a sua profunda vocação natural e cristã de serem o fundamento do tecido social; a raiz e a genealogia da pessoa humana e o santuário da vida, a violência e a harmonia desagregadora são reduzidas e equacionadas, destacou Dom Roberto Francisco Ferreira Paz.

O ECC

O ECC surgiu, em 1970, na Igreja Nossa Senhora do Rosário, São Paulo, região de Pompéia (área de trabalhadores), sendo fundado pelo padre Camiliano Afonso Pastore. Sua inspiração e carisma de atrair casais cristãos que se afastaram da comunidade eclesial, ou esfriaram sua fé, para uma experiência de encontro com Cristo, numa sequência de três etapas, um itinerário que lhes faz renovar o seu matrimônio, sua percepção e compromisso eclesial e seu apostolado no mundo, tendo como referência a evangelização e santificação dos casais, bem como o fortalecimento de suas famílias como Igrejas Domésticas.

Por seu rosto e ambiência paroquial onde foi implantado, contribuiu a transformar a comunidade paroquial numa família e rede de comunidades, inserindo os casos nas diversas pastorais, e estruturas organizacionais (conselhos, coordenações, serviços e escolas de formação).

Foi um serviço inovador, pois introduziu a visitação das famílias, cooperou com a organização do dizimo paroquial, estruturou um banco de dados pastoral, e ajudou muito na acolhida, pastoreio, iniciação cristã, e formação permanente dos casais, tornando-os participantes e missionários.

Compartilhe com seus amigos: