O Reino de Deus é exigente

Publicado em: 1 junho 2020

“Quem põe a mão no arado e olha para trás não está apto para o Reino de Deus” (Lc 9,62). Citação bíblica talvez bem conhecida, mas pouco levada em conta. Seguir Jesus exige radicalidade traduzida em disposição para dizer sempre ‘sim’ à vontade d’Ele, que nos surpreende e, muitas vezes, é contrária a nossa.

Pôr a mão no arado, sem olhar para trás, é questão de coerência, perseverança e fidelidade. Vimos muitos que gostariam de seguir o Mestre, mas, envolvidos pela tentação de “olhar para trás”, têm a atitude de um daqueles primeiros servos chamados pelo próprio Jesus para segui-Lo. O Senhor lhes disse: “Segue-me”. Este respondeu: “Permite-me primeiro ir enterrar meu pai”; um outro ainda lhe disse: “Eu te seguirei Senhor, mas me deixa, primeiro, despedir-me de minha casa”. Jesus, porém, respondeu-lhe: “Quem põe a mão no arado e olha para trás não está apto para o Reino de Deus” (Lc 9,59 ss).

O Reino de Deus é exigente

Foto ilustrativa: Bruno Marques/cancaonova.com

O Reino de Deus é exigente, não nos permite dar um passo para frente e dois para trás. Acredito que seja por isso que os discípulos tiveram tanta dificuldades em responder prontamente ao chamado de Cristo, e continuam tendo até hoje. Ele não promete vida fácil nem riqueza a Seus seguidores nesta Terra: “… o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça” (Lc 9,58), diz falando de si mesmo. Somente uma experiência pessoal com o amor de Deus, renovada a cada dia, faz-nos caminhar alimentados pela esperança, expressa nesta outra passagem: “Quem perseverar até o fim, esse será salvo” (Mt 10,22).

O que é contrário ao Reino de Deus?

Chiara Lubich escreveu em um Artigo da Revista Cidade Nova (junho/04): “Quanto mais nos enamorarmos de Deus e experimentarmos a beleza do mundo novo ao qual Ele deu início, tanto mais aquilo que deixamos para trás perderá a sua atração”.

À medida que experimentamos a beleza do Evangelho vivido, vemos, claramente, o quanto é contrário ao Reino de Deus a indecisão, a preguiça espiritual, a pouca generosidade, a covardia, o egoísmo, as meias medidas.

Leia mais:
::Mês da Bíblia: a simbologia do fogo
::Jesus age no tempo certo
::Jesus é indiferente à minha dor?
::Baixe o aplicativo da Canção Nova e tenha acesso a todos os conteúdos do portal cancaonova.com

Rompamos com tudo isso e tomemos, agora mesmo, a decisão de seguir o Mestre com a mão firme no arado, mas sem ceder à tentação de olharmos para trás.

Um exercício que tem me ajudado, e partilho com você, é começar o dia declarando: “Quero viver, hoje, melhor do que ontem”. Para isso, você tem de  empenhar-se bastante na prática do bem. Se conseguir agir assim, certamente, experimentará a paz ao fim do dia, e o coração pleno de felicidade, pois é o próprio Senhor que declara: “Há mais alegria em dar do que receber”.

Fonte: CN

Compartilhe com seus amigos: