Na aurora de um novo centenário, Evangelizar!

No desejo de construir um caminho a partir da escuta e da comunhão, o secretariado de pastoral organizou, em outubro de 2018, a atualização teológica para o clero onde foi apresentada a metodologia das “Santas Missões Populares”, uma experiência missionária singular que foi apresentada pelo Pe. Luís Mosconi.

Como encaminhamento pós-atualização cada pároco assumiu o compromisso de apresentar esta proposta ao CPE (Conselho Paroquial de Evangelização) a fim de discernirmos se esta proposta seria ou não o melhor caminho pastoral a ser assumido pela diocese nos próximos anos. O mesmo aconteceu com o CDE (Conselho Diocesano de evangelização) e em cada forania. Todo este discernimento e reflexão foram enviados à coordenação diocesana de evangelização a fim de que fosse apresentada uma contra proposta na reunião do clero do dia 11 de dezembro de 2018, em Luz.

Sobre as Santas Missões Populares, ponderou-se que a proposta é um caminho interessante para colocar nossas comunidades em estado permanente de missão. No entanto são necessárias algumas adaptações a partir de nossa realidade pastoral, sobretudo no que diz respeito aos retiros diocesanos, locomoção e acolhida das pessoas. Além disso, um desafio levantado pelo CDE seria a sensibilização das lideranças para assumirem este processo.

Ainda foi ponderada a seguinte questão: não podemos perder de vista as indicações das DGAE que insistem nas cinco urgências na ação evangelizadora. Fez-se memória do trabalho realizado em 2016, em cada forania, onde foram apresentadas cada uma das urgências e pistas de ação para concretizá-las a partir dos materiais: “Redescobrindo a alegria de ser comunidade missionária” e “Redescobrindo a alegria de ser paróquia missionária”.

Quanto ao caminho pastoral para os próximos anos foi apresentado o desejo da realização da 4ª Assembleia Diocesana de Evangelização. Esta que deve ser marcada por um processo com mais leveza, valorizando as boas iniciativas já existentes, criando espaço para partilha e troca de experiências. Algumas ressalvas foram feitas: que no caminho de preparação leve-se em conta as indicações da 3ª Assembleia Diocesana de Pastoral e que todo o processo de planejamento fosse “menos complexo” e mais assertivo.

Diante do cenário apresentado pelos diversos conselhos e pelo clero, a coordenação diocesana de evangelização apresentou uma contra proposta a partir desta escuta e em consonância com a caminhada evangelizadora da Diocese de Luz desde sua última assembleia diocesana de pastoral em setembro de 2009. Tal proposta foi apresentada, melhorada e assumida por todos na reunião do clero de 11 de dezembro de 2018.

Compartilhe com seus amigos: