Missa da Unidade é marcada pela alegria do reencontro

Publicado em: 1 setembro 2021
Halph Carvalho

Após um longo período sem encontros presenciais, o Clero da Diocese de Luz se reuniu nesta última terça-feira, 31 de agosto, para celebrar a Missa da Unidade, mais conhecida como Missa dos Santos Óleos ou do Crisma. A Eucaristia presidida pelo bispo diocesano, Dom José Aristeu Vieira, foi realizada às 10h, na Catedral Diocesana de Luz, com a presença de dezenas de sacerdotes e os seminaristas da Diocese.

Nessa celebração vocacional, expressão máxima da comunhão diocesana, os sacerdotes se reencontraram como família, fortalecendo o vinculo de unidade entre o bispo diocesano e os padres, pai e filhos respectivamente. Afinal, grande é a alegria em retomar, pouco a pouco, os trabalhos de evangelização, conforme salientou Dom Aristeu.

Em sua homilia, Dom José Aristeu expressou sua grande alegria pela recuperação da saúde do Padre Aguinaldo, que sofreu muito com a enfermidade da Covid 19, mas que agora está recuperado. Dom Aristeu registrou também seu imenso pesar pela perda dos sacerdotes que faleceram por ocasião da pandemia, bem como diversos familiares de padres e incontáveis fiéis que perderam suas vidas pelo devastador vírus.

Tecida de tristezas e alegrias, como ensinou Dom Aristeu em sua pregação, a vida continuará seu percurso. Por isso, ainda neste ano, a Diocese de Luz se alegra e festeja com seus jubilandos, Monsenhor Wellington e Monsenhor Eustáquio, que celebram 50 anos de vida sacerdotal. Na mesma ocasião, padre Antônio Kopstik – SCJ, também fora homenageado pelos seus 40 anos de vida Sacerdotal. Todos foram homenageados e receberam os parabéns de toda a assembleia.

Ao evidenciar o ministério sacerdotal, que tem espaço de destaque na Missa do Crisma, principalmente porque na Celebração acontece a renovação das promessas feitas no dia da Ordenação, Dom Aristeu agradeceu de forma enfática todos os padres pela ousadia e a coragem de não abandonarem seus postos de evangelização, no decorrer da pandemia. “Vocês mantiveram-se junto do povo sofrido e machucado, socorrendo e orientando, sendo solidário à comunidade, sem deixar-se vencer pelo medo, mesmo sendo atingidos e feridos pela mesma doença,” comenta o bispo diocesano.

Ao dirigir-se aos fiéis que acompanhavam a Celebração pelas redes sociais da Diocese de Luz, Dom Aristeu pediu encarecidamente que o povo de Deus seja vigilante em estar sempre rezando pelo Clero. “Peço oração constante para os padres, para que continuem vivendo com alegria o dom da vocação sacerdotal, para que nunca caiam na tentação da dúvida e se entreguem sempre, com a vida inteira, ao povo de suas comunidades. Que nossos sacerdotes continuem servindo com generosidade, com atitude missionária e esforçado empenho na execução do Plano Diocesano de Evangelização”.

De acordo com Dom José Aristeu, neste pós-pandemia todas as paróquias tem o desafio do fortalecimento das famílias, das comunidades, da catequese, movimentos, pastorais, serviços e ministérios. “A parábola do Semeador e a parábola do Bom Samaritano serão nossos guias nesse momento de retomada, nos ensinando a concentrar esforços na semeadura da Palavra e na atitude misericordiosa de curar as feridas de tantos que ficaram machucados por essa terrível pandemia.” Orienta Dom Aristeu.

Por último, Dom Aristeu pediu aos padres e às comunidades eclesiais que intensifiquem o trabalho vocacional e deem atenção especial à juventude. “Não nos interessa apenas o despertar da vocação sacerdotal e religiosa, mas desejamos como Igreja ajudar todos os jovens a despertarem para vida, buscando encontrar na sociedade seu espaço de atuação e missão. Somos herdeiros de uma grande história e temos a missão de continuar construindo, com zelo e dedicação, o percurso de evangelização da nossa querida Diocese de Luz”. Finaliza Dom Aristeu

Encerrando o mês vocacional e abrindo o mês da Bíblia, Dom Aristeu ainda registrou sua satisfação com um grande presente da providência divina: a ordenação de um novo sacerdote, filho da Paróquia Nossa Senhora do Carmo – Pains, o diácono lazarista Louis Francescon Costa Ferreira, religioso da Congregação da Missão. A Ordenação Sacerdotal será realizada no próximo sábado, 04 de setembro, às 10h, na Matriz Nossa Senhora do Carmo – Pains/MG.

Ao final da Missa da Unidade, a Diocese ofereceu para todo o Clero, como lembrança do Centenário de Instalação da Diocese, ocorrido em 10 de abril de 2021, um estojo personalizado para acomodação digna dos vasos dos Santos óleos.

Fotografias: João Vitor /PASCOM – Seminário Diocesano de Luz

Compartilhe com seus amigos: