Coronavírus: Arquidiocese de BH orienta católicos a evitarem contato físico em missa

No lugar do abraço, um ato de ajuda ao próximo. Em vez de dar as mãos, no momento do Pai Nosso, a solidariedade humana. E não receber a hóstia diretamente na boca, mas na palma da mão para depois comungar. Diante da comprovação de um caso de coronavírus em São Paulo, o primeiro no país, a Arquidiocese de Belo Horizonte, que reúne fiéis de 28 municípios, orienta a comunidade católica a evitar o contato físico durante as missas.

anúncio oficial será lido pelo arcebispo metropolitano de Belo Horizontedom Walmor Oliveira de Azevedo, na missa que ele preside, na tarde desta quarta-feira de cinzas (26), na Basílica de Nossa Senhora da Piedade, na Serra da Piedade, em Caeté, na Região Metropolitana de de BH.

Embora presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil ( CNBB), dom Walmor divulga as informações de forma restrita à Arquidiocese de BH.

A nota diz o seguinte: “A Arquidiocese de Belo Horizonte, em comunhão com a Igreja em todo o mundo, está sempre comprometida com a defesa da vida, com o bem estar de cada pessoa. A vida é dom de Deus, precioso, e por isso mesmo deve ser preservada e promovida, em todas as suas etapas, da fecundação ao declínio, com a morte natural. Por isso mesmo, a Igreja une-se aos que hoje buscam combater a disseminação do coronavírus, uma ameaça à saúde, principalmente dos idosos e enfermos”.

E mais: ” Nossa orientação ao povo de Deus é que, durante as missas, em vez do abraço da paz, busquem fortalecer ainda mais o sincero sentimento de bem-querer em relação ao próximo. Na oração do Pai Nosso, no lugar de unir as mãos, seja cultivado com mais intensidade o compromisso com a fraterna comunhão. Aos nossos irmãos sacerdotes, pedimos que orientem os fiéis a receberem a Sagrada Eucaristia nas mãos, acolhendo Cristo enquanto se reza pelo irmão enfermo”.

A nota diz que “as ações simples, no contexto de nossas celebrações, são muito significativas neste momento em que precisamos nos unir para combater a proliferação do coronavírus. Deus muito nos abençoe nesta missão, com a intercessão materna de Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais”.

Fonte: Estado de Minas

Compartilhe com seus amigos: