Comissão para a Juventude estimula participação das expressões juvenis na eleição do CONJUVE

Publicado em: 11 novembro 2019
Bernadete Seixas

O Conselho Nacional de Juventude (Conjuve) lançou hoje (08) o edital de processo seletivo público dos representantes da sociedade civil que vão compor o colegiado no biênio 2020 e 2021. De acordo com o decreto nº 10.069, de 17 de outubro de 2019, o Conjuve é composto por 30 conselheiros, sendo 10 representantes do poder público e 20 representantes da sociedade civil.

O presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, dom Nelson Francelino, escreveu uma carta convocando todas as expressões juvenis a ocupar os espaços sociais, confira abaixo:

Estimados (as) superiores (as), assessores(as), acompanhantes e lideranças das expressões Juvenis da Igreja do Brasil! Paz e bem!

A Pastoral Juvenil da  Igreja do Brasil vem cada vez mais assumindo o seu lugar de direito junto aos espaços sociais. O aprofundamento da Doutrina Social da Igreja (DOCAT) nos impulsiona a olhar para a juventude não só apenas como um lugar teológico, mais também como um sujeito de direito. Assim, se faz necessários ocupar os espaços sociais para defender e propor políticas públicas para as juventudes.

Já faz três anos que a Pastoral Juvenil vem ocupando uma cadeira no Conselho Nacional de Juventude (CONJUVE), junto à Secretaria Nacional da Juventude. Nesse espaço, os jovens podem reivindicar direitos como: educação, arte, cultura, saúde, segurança, propor políticas públicas entre outras iniciativas que visem a assegurar e a ampliar os direitos da juventude.

Nesse ano haverá novas eleições. Dessa forma, venho convocar todas as expressões juvenis para fazer parte dessa grande rede de mobilização em favor das juventudes. Participando no processo eletivo do CONJUVE, concorrendo junto com a Pastoral Juvenil a uma cadeira dentro deste conselho, vindo a representar um dos onze Eixos do Estatuto da Juventude.

A jovem Ariany Leite (e-mail: ariany.oliveiraleite@gmail.com, telefone para contato: (62) 98495-7092) é a nossa representante e está articulando esse processo junto com os demais jovens que compões a Coordenação Nacional da Pastoral Juvenil da CNBB, que estão à disposição para auxiliar no esclarecimento de dúvida, no processo de inscrições e na orientação com a documentação exigida.

Precisamos que todas as expressões juvenis se unam em favor das juventudes no zelo por suas vidas, seu futuro, seus sonhos, sendo Igreja em saída e sinal de esperança em nossa sociedade. Peço por gentileza que enviem o mais rápido possível os seus dados para esse processo eletivo. Obtendo esse espaço, todos nós em comunhão, fortaleceremos os direitos já garantido pela Constituição Brasileira, porém não colocado em prática. Desde já peço a benção de Nossa Senhora Aparecida sobre todos nós que defendemos a vida das juventudes.

Fraternalmente,

Dom Nelson Francelino Ferreira

Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a juventude CNBB

Informações:

As inscrições devem ser feitas até o dia 14 de novembro de 2019, mediante o preenchimento de formulário ou solicitado pelo e-mail eleicoesconjuve@mdh.gov.br. Após o preenchimento do formulário, o interessado deverá enviá-lo por meio de correspondência registrada ou entregá-lo pessoalmente no endereço: Setor Bancário Sul, Quadra 2, Bloco H, Edifício Banco do Brasil Sede 2, 13º andar – Protocolo MMFDH, CEP: 70297-400, Brasília/DF.

Quem pode se candidatar?
Poderão se candidatar as entidades da sociedade civil organizada que atuem na defesa e na promoção dos direitos da juventude, como movimentos, associações ou organizações da juventude, fóruns e redes da juventude, além de entidades de apoio às políticas públicas de juventude. O processo seletivo também está aberto para pessoas físicas com notório reconhecimento no âmbito das políticas de juventude, com expressiva atuação no campo da promoção e defesa dos direitos dos jovens. As categorias de representação serão divididas entre entidades de atuação regional, nacional e pessoas físicas.

Confira os documentos:

Com informações da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude

 

Compartilhe com seus amigos: