“A tarefa do grande gestor é promover e resgatar o bem comum”, ressalta Dom José Carlos, durante a conferência com os políticos

Publicado em: 18 setembro 2017
Bernadete Seixas

Na manhã de sábado, 16 de setembro, a Igreja esteve reunida com os representantes do Poder Executivo e Legislativo de dezessete cidades da região Centro Oeste de Minas. O evento foi realizado no auditório do Centro Universitário de Formiga, Unifor-MG, e reuniu mais de 60 pessoas entre eles; bispos, padres, deputados estaduais, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, funcionários públicos e leigos

A abertura teve início com o hino nacional, e após a mesa foi composta pelos bispos da Diocese de Luz, Dom José Aristeu; o prefeito de Formiga, Eugênio Vilela; os deputados estaduais; Antônio Carlos Arantes e Fabiano Tolentino; o presidente da comissão do Centenário, padre Almerindo Silveira e o palestrante e bispo da Diocese de Divinópolis Dom José Carlos Souza Campos.

Dom José discursou aos presentes sobre: A Doutrina social da Igreja – Uma política a serviço da sociedade do Bem Viver. O bispo ressaltou sobre os pilares da igreja, em especial, que é uma base sólida nos ensinamentos de Jesus Cristo, argumentou sobre as fundamentações e elementos de Jesus a Francisco. Disse ainda, que o poder público, principalmente, os gestores devem olhar mais para os pobres. “A tarefa do grande gestor é promover e resgatar o bem comum” comentou o bispo.

Após, houve momento aberto para perguntas aos bispos presentes, onde muitos comentaram que a Igreja e a política devem se unir mais, em especial, na construção de projetos para a sociedade.

Antes de encerrar Dom Aristeu agradeceu a todos, e fez o convite para que as cidades, as autoridades se sintam presentes e participativas no jubileu da Diocese de Luz.

Fotos do evento

Próximas Conferências

 

Das quatro conferências programadas dentro das comemorações do jubileu da Diocese, duas já foram realizadas; a primeira com os comunicadores e a segunda com os políticos.

O terceiro encontro será com representantes do Poder Judiciário, Policiais Civis e Militares, será no dia 15 de dezembro, às 19h00, em Bom Despacho. O tema será: Igreja e Justiça: a cidadania.

O último encontro será no próximo ano 2018, com os Educadores, local e data há definir.

 

Quem é Dom José

 

Dom José Carlos Souza Campos, nasceu em Itaúna- MG, no dia 03/01/1968. Conta, portanto, com 48 anos. É filho de: José Pinheiro Campos e Dona Piedade Souza Campos. Tem, atualmente, cinco irmãos, pois dois são falecidos.

Em 1983, entrou para o Seminário Diocesano, em Divinópolis. Morou em Pará de Minas, non seminário, em 1984 e 1985. Mudou-se para Belo Horizonte onde cursou filosofia e teologia. Fez seu curso de mestrado em teologia na Pontificia Università Gregoriana, em Roma, de 2000 a 2002. Sua tese trabalhou a seguinte questão: Na pergunta sobre o homem, a inevitável pergunta sobre Deus. Um percurso de antropologia filosófico-teológica, na obra de Juan Alfaro.Sua ordenação sacerdotal aconteceu em Itaúna, no dia 30/05/1993.

Durante boa parte de sua vida exerceu o magistério. Foi professor em Belo Horizonte e Pará de Minas. Trabalhou no Colégio Berlaar Sagrado Coração de Maria, como professor de Língua Portuguesa. Lecionou filosofia e espanhol no Seminário São José. Foi professor de filosofia da religião, antropologia filosófica e outras disciplinas nas escolas da região.

Dom José Carlos é uma pessoa simples e de grande companheirismo. Conta com a amizade do clero e das pessoas mais humildes. É companheiro, sabe ouvir e orientar, com sabedoria, quem o procura. Em seu trabalho pastoral já atuou em diversas paróquias e comunidades. Sempre deixou verdadeiras amizades por onde passou. Tem profundidade no que fala, mais suas colocações são compreendidas por todos. É um homem de Deus e continuará conduzindo, com firmeza e doçura, a Diocese de Divinópolis.

No dia 26 de fevereiro de 2014 foi nomeado pelo Papa Francisco como bispo da Diocese de Divinópolis, e no dia 25 de maio do mesmo ano foi ordenado bispo e tomou posse na Diocese.

Compartilhe com seus amigos: