Dom Antônio Carlos Félix

  • Nasceu em Caldas – MG, no dia 05/12/1957, filho de Nestor Teixeira Félix e Sebastiana Garcia Teixeira. É o terceiro filho de uma família de quatro irmãos, sendo o mais velho já falecido.
  • Iniciou seus estudos em sua terra natal, em 1964, na escola rural do Bairro das Campinas, onde morava com seus pais. Em 1965, passou a estudar na Escola Estadual Presidente Crispim Jacques Bias Fortes, em Caldas, onde fez o curso primário. Em 1971, continuou o fundamental na Escola Estadual de Caldas, concluindo-o em 1974. Devido às dificuldades financeiras na família, teve que interromper os estudos normais. Foi aí que, no primeiro semestre de 1975, cursou o Supletivo do 2° Grau por correspondência pelo Instituto Universal Brasileiro, de São Paulo. Por não ter 21 anos, somente em julho de 1978 e 1979 pôde prestar os exames finais na Escola São Domingos, em Poços de Caldas, tendo sido aprovado em todas as matérias.
  • Em 1980, com 22 anos de idade, ingressou no Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre, onde, por três anos, fez seus estudos de Filosofia. Em 1983, iniciou seus estudos de Teologia no Instituto Teológico Sagrado Coração de Jesus, em Taubaté, onde obteve, em 1986, o Bacharelado em Teologia.
  • Foi ordenado diácono e depois presbítero por Dom José D’Angelo Neto. Recebeu o diaconato em 11 de janeiro de 1986, no Santuário do Córrego do Bom Jesus. Foi ordenado presbítero aos 20 de dezembro de 1986, na Igreja Matriz de Nossa Senhora do Patrocínio, em Caldas.
  • Nos anos de 1992 e 1993, um dia por semana, deixava Pouso Alegre e ia estudar em São Paulo, onde obteve a Licenciatura em Filosofia, pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras das Faculdades Associadas do Ipiranga, e também a Pós-Graduação Lato Sensu, em nível de Especialização em Teologia Dogmática, pela Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção.
  • Exerceu o ministério presbiteral nos seguintes lugares: Em 1987, recém-ordenado padre, foi nomeado Vigário Paroquial da Paróquia São Francisco de Paula, em Ouro Fino, e da Paróquia N. Sra. da Piedade, em Crisólia. De janeiro de 1988 a janeiro de 2000, durante doze anos, trabalhou incansavelmente na formação de novos presbíteros no Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre, em várias funções: formador, professor, orientador espiritual, promotor vocacional, diretor de estudo e reitor. De 06 de fevereiro de 2000 a 04 de fevereiro de 2003, foi pároco da Paróquia São Cristóvão e professor, orientador espiritual e de sínteses teológicas no Instituto Teológico Interdiocesano São José, ambos em Pouso Alegre.
  • Foi nomeado pelo Papa João Paulo II para Bispo da Diocese de Luz, em 05 de fevereiro de 2003. Foi sagrado Bispo aos 04 de maio e tomou posse como 4° Bispo Diocesano aos 18 de maio do mesmo ano.
  • A Diocese de Luz era totalmente desconhecida por Dom Félix. Este, ao tomar posse, procurou visitar e celebrar em todas as paróquias para inteirar-se da sua realidade. Trabalhou, tenazmente, para solidificar a ação evangelizadora, através da escolha dos padres assessores para pastorais e movimentos, reorganização das foranias e regiões pastorais. Deu encaminhamentos aos passos necessários para a realização da 2ª Assembleia Diocesana de Pastoral, em Luz, em 2004, tendo alcançado um êxito significativo para a caminhada pastoral diocesana, com a construção do Plano e do Projeto Diocesano de Pastoral “Formamos a Igreja Viva”.
  • Convocou e presidiu, com pleno êxito, os trabalhos pastorais em vista da realização da 3ª Assembleia Diocesana de Pastoral, em Arcos, em 2009, bem como a elaboração do Plano e Projeto Diocesano de Pastoral “Igreja Viva, Comunidade dos Discípulos em Missão”.
  • Promoveu a elaboração, a divulgação, a observância e posterior revisão das Diretrizes Pastorais e Sacramentais de nossa Diocese.
  • Fez duas visitas pastorais a todas as Paróquias, além de ministrar 41.911 crismas.
  • Criou 16 novas paróquias Arcos – N. Sra. do Rosário e São Cristóvão (19/03/2010); Bambuí – N. Sra. das Graças (19/11/2003); Bom Despacho – N. Sra. do Rosário (15/12/2010) e São José Operário (19/03/2006); Formiga – N. Sra. de Lurdes (30/05/2013) – São Geraldo (15/12/2010) e São Paulo Apóstolo (10/12/2012); Lagoa da Prata – N. Sra. de Guadalupe (30/08/2013) e São Francisco de Assis (04/08/2011); Luz – São José Operário (14/02/2007); Piumhi – Santo Antônio (29/09/2008) e São Sebastião (30/08/2013); Quartel Geral – Divino Espírito Santo (12/02/2010); Santo Antônio do Monte – São João Bosco (30/08/2013) e São José (27/11/2009); e 03 Regiões Pastorais em (Abaeté, Bambuí e Biquinhas).
  • Concluiu junto a Santa Sé, o processo de transferência definitiva de 07 paróquias para outras Dioceses.
  • Trouxe para Luz as etapas do Ano do Propedêutico e da Filosofia do Seminário Diocesano, que estavam em Bambuí e Belo Horizonte, respectivamente.
  • Ordenou 44 diáconos e 39 padres, sendo 37 diáconos e 32 padres para Diocese de Luz, e 07 diáconos e 07 padres para Congregações e Ordens Religiosas.
  • Construiu na sede do bispado; o novo prédio do Seminário; a nova sede da Cúria Diocesana; a nova Residência Episcopal; a Capela São Geraldo. Adquiriu um terreno, e iniciou a elaboração de um projeto para a construção do Centro de Formação em Luz.
  • Reformou, investiu e transformou o antigo Palácio Episcopal, nele erigindo o Centro de Memória da Diocese.
  • Ampliou o Salão Diocesano de Luz e a Casa dos Seminaristas de Luz em Belo Horizonte.
  • Deu prosseguimento à organização administrativo-financeira-contábil diocesana, iniciada pelo seu antecessor Dom Eurico, melhorando-a consideravelmente, revendo os modelos padronizados das prestações de contas, a contribuição mensal à Cúria e a centralização da Contabilidade. Dedicou-se com êxito ao problema da OSEL e da FASF-LUZ; dando solução definitiva e benéfica ao mesmo; tanto para a Diocese, quanto para Luz.
  • Como Bispo de Luz promoveu em julho de 2008, com extensa programação, as comemorações dos 90 Anos da Diocese de Luz. De junho de 2008 a junho de 2012, exerceu o cargo de Secretário Episcopal da CNBB Regional Leste II. De 04 a 23 de junho de 2010, participou de sua 1ª Visita “Ad Limina Apostolorum”, em Roma.
  • Dom Félix procurou pautar o seu ministério episcopal pelo exercício colegial da missão evangelizadora, através do diálogo maduro, da paciência e do respeito para com as pessoas e os diversos organismos de participação e comunhão eclesiais.
  • Aos 06/03/2014, Dom Félix foi transferido pelo Papa Francisco para a Diocese de Governador Valadares – MG. Tomou posse aos 18/05/2014, após exatos 11 anos de seu ministério episcopal dedicado à Diocese de Luz. Mantém ainda uma grande amizade, carinho e atenção com o clero e fieis desta Igreja Particular.

Brasão de Armas

Escudo:

O brasão está dividido em quatro campos.

Insígnias: 

Chapéu prelatício verde de três fileiras de borlas e cruz processional de ouro

Mensagem do brasão: 

No campo vermelho, encontram-se a cruz encimada pelo báculo e o cordeiro, ambos em dourado. A cruz encimada pelo báculo representa o Cristo Pastor que, por amor serviu dando sua vida por todos (cf. Jo 10,11). O cordeiro representa o povo de Deus que, sedento, olha “para Aquele que traspassaram” (Jo 19,37). Aqui se fundamenta a missão do bispo.

No campo azul, encontram-se a estrela e a Bíblia, ambas em cor prata. A estrela é símbolo da Virgem Maria, a primeira que acreditou na Palavra de Deus, representada pela Bíblia, e a serviu na pessoa do Verbo encarnado. Maria, Estrela da Evangelização, é especial protetora e modelo do bispo para o fiel desempenho de seu ministério.

O lema ”SIRMAVOS SEM TEMOR” quer nortear a vida do novo bispo e de seu povo, para que, a exemplo de Cristo Pastor e da Virgem Maria, que se colocaram ao serviço do anúncio do Reino de Deus, todos, rebanho e pastor, sem temor, possam servir em santidade e justiça, todos os dias (cf. Lc 1,74)

 

Breve Biografia dos Bispos Breve Biografia dos Bispos

1°. Dom Manoel Nunes Coelho, de 10 de abril de 1921 a 07 de julho de 1967

2°. Dom Belchior Joaquim da Silva Neto

Administrador Apostólico “Sede Plena” 29 de maio de 1960 a 10 de julho de 1967.

Bispo Diocesano: 10 de julho de 1967 a 18 de maio de 1994

3°. Dom Eurico dos Santos Veloso

Bispo Coadjutor:31 de agosto de 1991 a 18 de maio de 1994

Bispo Diocesano: 18 de maio de 1994 a 03 de fevereiro de 2002

Dom José Martins da Silva (Administrador Diocesano),de 05 de fevereiro de 2002 a 18 de maio de 2003;

4°. Dom Antônio Carlos Félix, de 18 de maio de 2003 a 18 de maio de 2014

Pe. Antônio Campos Pereira (Administrador Diocesano), 21 de maio de 2014 a 14 de junho de 2015 5°.

Dom José Aristeu Vieira, 14 de junho de 2015 a …

Desenvolvido por: logo celula